quinta-feira, julho 05, 2007

Ingênuos, loucos e guilhotinados


Sólido, pois dado por Deus, é o poder do rei. Ingênuos e loucos os que não enxergam que isso é inquestionável!

- Olhem! Deus não interveio, a lâmina desceu e a cabeça de Luís XVI rolou. A corte chora e faz fila para subir os degraus que levam ao cadafalso.

Isto é o progresso! Está claro que a situação dessas mulheres e crianças trabalhando 17 horas por dia em nossas fábricas não é lá um de seus aspectos mais agradáveis, mas é preciso haver sacrifícios para que existam avanços. Que tipo de ser ignorante ousa duvidar das luzes da razão? Que pobre sonhador pensa ser possível ir contra as engrenagens?

- Que luz é aquela que ilumina nossa cidade nesta linda noite? A fábrica está queimando!

- Corre por aí o rumor de que reduzirão a carga de trabalho para oito horas diárias...

- Não seja estúpido, são apenas boatos espalhados por esses desordeiros.

Todos sabem que as mulheres devem obediência irrestrita aos maridos. Quem, com um mínimo de sobriedade, ousaria desafiar as tradições e os bons costumes?

-Verdade que queimaram sutiãs?

- É, é sim. Mas chega de conversa, senão a chefe vai reclamar.

As gigantescas corporações ditam as leis mundiais. A lógica de sobrevivência exige que ajam sem qualquer altruísmo. Elas pertencem à iniciativa privada, têm que trazer lucros aos acionistas e não bem-estar social. Não há o que se fazer contra isso. Tem que ser muito ingênuo e não entender de política para achar que pode mudar essa realidade tão sólida!

-É verdade. Esses ingênuos não aprendem nunca!

2 comentários:

Chris disse...

E o que falar da ingenuidade dos professores de escolas públicas?

Rama Si disse...

Ueba...
Bull's eye...
Abraço aí.